Hospital Regional de Manicoré começou a disponibilizar emissão de Certidão de Nascimento e Registro de Óbito dentro da Unidade

0

O Hospital Regional Doutor Hamilton Cidade começou a disponibilizar a partir desta semana o serviço de emissão de Certidão de Nascimento para os recém-nascidos na unidade, com isso, as mães já podem sair com seus bebês devidamente registrados em cartório.

O serviço funciona a partir do Setor de Serviço Social da Unidade Hospitalar em parceria com o Cartório de Registro Único de Manicoré. Além da Certidão de Nascimento, o cartório do hospital também emite Certidão de Óbito, agilizando serviços de documentação essenciais para nascimentos e falecimentos.

O Setor de Serviço Social acompanhará os pacientes e encaminhará para o cartório da unidade, tendo em vista a singularidade de cada caso, como por exemplo se o pai for menor de idade, deve estar acompanhado de um responsável (pai ou mãe), em casos de mães solteiras, elas podem emitir a Certidão de Nascimento do filho sozinhas até que a situação se resolva, entre outros casos.

Confira os documentos necessários para emissão de Certidão de Nascimento (Cópia e original):

País

  • Certidão de Nascimento
  • RG (Identidade)
  • CPF
  • Comprovante de Residência
  • Número de telefone
  • Caso os país sejam casados, levar Certidão de casamento
  • Se houver outro filho registrado, os país podem levar uma cópia da Certidão de Nascimento para que a criança a seja registrada com o mesmo sobrenome do irmão.

Criança

  • Declaração de Nascido Vivo (DNV)

Confira os documentos necessários para emissão de Registro de Óbito (Cópia e original):

Falecido:

  • Declararão de Óbito
  • Certidão de nascimento e Certidão de Casamento, caso seja casado
  • RG
  • CPF
  • Título de Eleitor
  • Carteira de Trabalho (CTPS)
  • Carteira do Benefício (INSS)
  • Comprovante de Residência
  • Nome dos filhos completo e idade
  • Informações sobre bens

Declarante:

  • RG
  • CPF
  • Comprovante de Residência
  • Número para contato
  • Em caso de assassinato ou casos criminais, Boletim de Ocorrência

Um observação do Cartório do Óficio Único que funciona no Hospital é que a prioridade para declarantes é para membros da família (pai, mãe, filho, tio, primo) ou o mais próximo do falecido. Caso o declarante não souber assinar, precisará de duas testemunhas portando RG, CPF e Comprovante de Residência.

Texto: João Prado

Leia mais sobre Manicoré

Em meio a aplausos e fogos de artificio, Prefeitura inaugura novo Centro de Fisioterapia

Trabalho de ações e estratégias de saúde de Manicoré recebem destaque no XXXVI Congresso Conasems

Com apoio da prefeitura, Marinha forma 60 aquaviários em Manicoré

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade